terça-feira, abril 18, 2017

A Mais!

Há muito.desde uma tristemente célebre noite em Braga, que defendo que o árbitro Artur Soares Dias(ASD) anda a mais no futebol.
Pelo menos num futebol em que se exigem competência, isenção,seriedade e verdade desportiva nas suas competições como devia ser, mas infelizmente não é, este futebol português que é campeão europeu de selecções em futebol jogado mas forte candidato a campeão mundial da falta de vergonha e favorecimento a uns três em detrimento de todos os outros no futebol de bastidores.
E ASD é um dos expoentes dessa falta de vergonha.
Escrevo estas linhas com o conforto de apesar dele e dos seus ajudantes ( e de uma fraca exibição na segunda parte já agora...) o Vitória ter vencido em Chaves num jogo em que ASD, uma vez mais, não foi sério, não foi isento, não foi competente.
Dou apenas três exemplos:
Aos 19 minutos da primeira parte, e por suposta perda de tempo de Douglas na execução de um pontapé de baliza, mostrou-lhe de imediato um cartão amarelo sem ao menos o avisar antes como fazem todos os árbitros.
De resto desafio que me mostrem outro caso em qualquer jogo desta Liga, ou dos dez ou vinte anos anteriores, em que tenha sido mostrado um amarelo aos 19 minutos pelo motivo que ASD o mostrou a Douglas.
Se este "critério" fosse seguido por todos há guarda redes que no D.Afonso Henriques não chegavam ao intervalo tantas as perdas de tempo em lances similares.
Depois o primeiro golo do Chaves.
Em claro fora de jogo do seu marcador mas que o fiscal de linha deixou passar com satisfação, aliás a mesma satisfação com que marcou cantos contra o Vitória quando era pontapé de baliza ou assinalou lançamentos a favor do Chaves quando eram a favor do Vitória.
Um erro grave que não influenciou o resultado final mas adulterou a sua expressão.
Finalmente os inacreditáveis seis minutos de compensação que foram dados num jogo que teve seis substituições (duas delas simultâneas) e duas curtas paragens de tempo para assistência a Douglas e a Prince pelo que tudo que fossem mais de quatro minutos era exagero.
Por esse "critério" há jogos no nosso estádio que deviam ter dez ou quinze minutos de compensação tantas as paragens de jogo devidas às simulações de lesões dos nossos adversários.
Em suma mais uma fraca arbitragem de ASD e, como sempre, em prejuízo do Vitória.
E se escrevi este texto à parte do de comentário ao jogo foi precisamente pelo tal conforto de termos ganho e o trio de arbitragem não poder servir como bode expiatório de uma derrota ou empate que felizmente não aconteceram.
Mas não por vontade deles árbitro e ajudantes.
E não é por termos ganho que devemos deixar de exprimir a nossa indignação contra quem nos prejudica.
Depois Falamos.

8 comentários:

Anónimo disse...

O que se passou nesse fatídico dia em Braga foi o pior roubo na história do Vitória. Pior do que Basileia. Abusou de quantos Vitorianos estavam nesse dia em Casablanca, que viram o Vitória a dar show de bola e a perder daquela maneira nojenta. Infelizmente, a espaços, esse Artur Soares Dias lá demonstra o ódio de estimação ao Vitória. Gosto particularmente da estratégia de pouco alarido com arbitragens que esta direcção tem adoptado, creio que no global só nos traz vantagens. Mas em relação a este Ronnie Biggs da arbitragem, já se exigia mais respeito e coloca-lo em sentido.

Saganowski disse...

Claramente de acordo.
Reclamar-se quando ganhamos só mostra que quem o faz não o faz por cegueira clubística, mas por amor à verdade desportiva!
Nisso, estamos anos luz à frente dos 3 estarolas!

Anónimo disse...

Subscrevendo os seus reparos na totalidade,acrescentaria uma biqueirada de um jogador do Chaves ao Hernani perto da bandeirola de canto e com o arbitro mesmo ao lado,era um livre perigoso que ele de uma forma grosseira fez que não viu. Vergonhoso!

J.M.

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Não foi o pior roubo da nossa História. O pior foi nas Antas, em 1876, quando o famigerado Garrido nos roubou a Taça de Portugal frente ao Boavista. Logo seguido pelo da Basileia que nos tirou a entrada na fase de grupos da Champions. Mas esse de Braga foi dos maiores sem dúvida.
Quanto à estratégia da SAD em relação às arbitragens não tem tido nenhum sucesso. O Vitória tornou-se num clube fácil de prejudicar porque quem o fizer já sabe que passa impune sem qualquer denúncia ou tomada de posição. Não sou dos que acha que se deve protestar por tudo e por nada mas também não concordo com a regra do silêncio. Que não serve os interesses do Vitória. E dou um entre muitos exemplos possíveis: Depois do que aconteceu no Bessa para a Taça o Vitória devia ter feito um violento protesto contra os actos de banditismo de que foi alvo. Fizeram? Não. Resultado? O Miguel Silva esteve semanas suspenso e o Boavsta ficou a rir-se.
Caro Saganowski:
De acordo.
A nós basta-nos a verdade desportiva.
Só queremos isso.
Caro J.M:
Tem razão. Eu dei três exemplos mas podia ter dado mais. E esse que refere foi dos mais notórios.
A verdade é que o Vitória nada disse. Mais uma vez "comemos" e calamos.
Ninguém se admires se este artista nos aparecer no Jamor.

Saganowski disse...

Espero bem que este arbitro nao seja escolhido para o Jamor!

Anónimo disse...

Ele até não é mau árbitro. Erra como todos os outros só que quando arbitra jogos em que intervem o Vitória os erros são demasiados em prejuízo do Vitória o que levanta suspeitas.
Quanto ao árbitro para a final eu gostaria que fosse ele. É um jogo especial, com casa cheia e milhares a ver pela T.V. . Será que teria a vergonha de influenciar o resultado ?

Pedro Silva disse...

Caro Luís, aqui está o prémio pela excelente atuação no passado sábado: nomeado para o sporting-benfica! Incrível, se fosse escalpelizado o que fez nas televisões ficaria pelo menos 3 semanas sem apitar! Ninguém viu, ouviu ou sentiu, assim vai o messianismo português, se não for com os 3 grandes é porque não existe! Cumprimentos!

luis cirilo disse...

Caro Saganowski:
Mas olha que temo bem que seja.
Caro Anónimo:
Discordo.
Acho-o um árbitro fraquíssimo e não o quero ver no Jamor. Porque face ao SLB qualquer erro dele será imediatamente branqueado.
Caro Pedro:
Exactamente. O prémio que se dá aos lacaios do "sistema" é a nomeação para jogos importantes.
E como ,à excepção dos vitorianos, ninguém deu por ela dos imensos erros cometidos o "sistema" pode usá-lo para o próximo objectivo sem reparos.