quinta-feira, março 24, 2016

Não é Guimarães!

A propósito da enésima aparição do presidente da Câmara Municipal de Guimarães "pendurado" em eventos relacionados com o Vitória ,ou pelo clube organizados (até na obra de adaptação dos fundos da bancada nascente para um ginásio a explorar por uma empresa privada tinha de aparecer...), recuperam-se as declarações a "o Jogo" em que ele manifesta o seu agrado pelo facto de ver o Vitória tratado por um nome que não é o seu para reiterar algumas ideias sobre o assunto.
Em primeiro lugar o Vitória, desde 1922, chama-se Vitória Sport Clube.
E tem o inalienável direito a exigir, como qualquer um de nós, ser tratado pelo seu nome.
E os vitorianos tem o dever de exigirem , em todos os fóruns e em todas as circunstâncias, que o nome do seu clube seja respeitado.
Em segundo lugar o Vitória não é um clube da cidade de Guimarães.
É da cidade (onde está sediado) ,é do concelho, da região e de qualquer lugar do mundo onde esteja um vitoriano.
Quererem "meter-nos"  na cidade como se fossemos um qualquer clube de bairro, é menosprezarem-nos e tentarem diminuir-nos.
O Vitória e os vitorianos tem um orgulho imenso em o clube ter nascido em Guimarães mas sabemos, com orgulho, que hoje as fronteiras vitorianas são universais.
Em terceiro lugar chamarem-nos "o Guimarães" como a imprensa ignorante e ignorantes diversos fazem é uma forma de nos tratarem com sobranceria, desrespeitosamente, ignorando propositada e ostensivamente a nossa identidade.
E nem o argumento que é para nos distinguirem do Vitória Futebol Clube serve porque, por exemplo, na II Liga só há o nosso Vitória B e os ignorantes continuam a chamar-lhe o "Guimarães B".
Ao Marítimo não chamam "Funchal", à Académica não chamam "Coimbra", ao Beira Mar não chamam "Aveiro",ao Leixões não chamam "Matosinhos", ao Gil Vicente não chamam "Barcelos e por aí fora.
E ao Benfica, por exemplo,  não chamam "Lisboa" embora tenha Lisboa no nome.
E por isso acho, desde sempre, que os vitorianos devem exigir que o nosso clube seja tratado pelo seu nome.
É uma questão de identidade, de respeito, de rigor.
Já bem bastam as faltas de respeito que pelo Vitória há noutros planos para ainda admitirmos que até no nome nos tratem mal.
Depois Falamos.

P.S: Aguarda-se, em nome da igualdade, que o senhor presidente da Câmara se faça fotografar com uma camisola do Moreirense dizendo "... Agrada-me que se diga Moreirense de Guimarães..."!
Enquanto não o fizer teremos a liberdade de pensar que a fotografia acima e as declarações do edil são um mero aproveitamento político da dimensão do Vitória.

13 comentários:

Francisco Guimarães disse...

Infelizmente não é filho único nesta afirmação, neste disparate. Já nos anos 80 do século passado o seu predecessor afirmou algo do género. Penso que o motivo, na altura, era aproveitar o Clube para divulgar a cidade onde tem sede.
Nessa altura Pimenta Machado anuía a esse tratamento por parte de António Magalhães e inclusivamente na mini-remodelação para o Mundial de Juniores de 1991 deixou que nos "cativos", do então estádio municipal, colocassem as as letras "V. G." formadas por cadeiras pretas sobre as brancas que ocupavam a restante zona de cativos.
Nunca gostei desse desenho e sempre achei que era um trunfo para quem nos chamava de "o Guimarães", felizmente veio o Euro 2004 e o D.Afonso Henriques tem agora um novo e muito mais interessante desenho formado pelas cadeiras. (nota: não é por ser sobrinho do arquitecto que desenhou, mas acho mesmo interessante a ideia das ameias do castelo com as bandeiras dos Conquistadores!)
Mas voltando à questão do nome, não sou radical e aceito que se diga Vitoria de Guimarães quando se diz Sporting de Lisboa, Ajax de Amesterdão ou Arsenal de Londres. Quando não se diz a cidade de origem dos outros clubes não acho que faça sentido dizer o nome da cidade de origem do Vitória. Mas já sou radical quando nos chamam de "o Guimarães", aí respondo logo: qual Guimarães, o Clube de Tenis (CTG), o GRUFC (Guimarães Rugby Union Football Club), a loja de calçado ou eu próprio!

Sim, porque eu sim, eu sou o Guimarães!

Anónimo disse...

Nunca entendi essa aversão a que se chame Vitória de Guimarães. Sou Vimaranense e Vitoriano e tenho também orgulho em ouvir Vitória de Guimarães !
Boa Páscoa

luis cirilo disse...

Caro Francisco Guimarães:
Estou de acordo consigo de forma genérica. A verdade é que por cá não se diz Sporting de Lisboa ou Académica de Coimbra ou Marítimo do Funchal. Apenas o primeiro nome.
Quanto ao "Guimarães" gostei da ironia. E subscrevo.
Caro Anónimo:
Não é aversão.
Apenas rigor.

Raquel Ferreira Veiga disse...

Tenho um "vício" que por vezes irrita as pessoas que falam comigo. Sempre que se referem ao Vitória por "o Guimarães" eu digo que não conheço nenhum clube e recuso-me a discutir futebol até chamarem Vitória ao Vitória e falo da cidade, que é Património Mundial e por aí fora e que, de facto, se chama Guimarães. Porque a verdade é que não há nenhum clube chamado "Guimarães". Costuma resultar!

luis cirilo disse...

Cara Raquel:
É curioso porque faço mais ou menos a mesma coisa.
Ou então pergunto se estão a falar do calçado Guimarães

Saganowski disse...

Eu, quando me falam do "Guimarães", digo sempre que o "Guimarães" é um cobrador de cotas do Vitória! :)

Anónimo disse...

Julgo que qualquer vitoriano se insurge contra o facto de nos tratarem por Guimarães, já quanto ao facto de nos intitular como Vitória de Guimarães isso não me choca até porque há outros vitórias. Já assisti em pleno estádio ao cânticos "Guimarães allez..." por uma massa humana considerável o que não deixa de ser uma contradição. Eu também gosto e digo Vitória de Guimarães.
Cumprimentos
FF

luis cirilo disse...

Caro Saganowski:
Eu pergunto se estão a falar das sapatarias Guimarães...

luis cirilo disse...

Caro FF:
Respeito a sua opinião mas penso diferente.

Anónimo disse...

O próprio Hino do Dino diz "vitoria de Guimarães"

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
O hino do Dino ao qual ,hino e Dino, me ligam fortes laços afectivos é uma música.
Que já devia ser há muito reconhecida como hino oficial do Vitória.
Mas uma coisa é uma música e outra bem diferente os estatutos do clube.
Que determinam o nome Vitória Sport Clube.
E é isso que deve ser respeitado.
Tal como o nome de cada um de nós que consta do respectivo bilhete de identidade.
É esse, e mais nenhum, que tem valor legal.
Independentemente de alcunhas ou outros nomes pelos quais as pessoas podem ser conhecidas.

Anónimo disse...

nao percebo, o hino devia ser oficial, e no hino ouve-se Vitoria de Guimarães. O vitoria não é de Guimarães? Qual o problema? Só "Guimarães" estamos de acordo. Agora Vitoria de Guimarães não é nome. è o mesmo que identificar o Cirilo do PSD.

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
O clube rege-se por estatutos não por hinos.
Quanto ao resto achei piada à analogia mas olhe que no PSD há mais gente chamada Cirilo.