quinta-feira, março 26, 2015

As Alternativas


Em democracia deve valorizar-se sempre, até como forma de reforçar a própria democracia,a existência de alternativas.
Alternativas politicas, alternativas de poder, mas também as próprias alternativas apresentadas pelas oposições ás propostas de governo.
Seja governo nacional seja governo municipal.
Em Guimarães discute-se de à meses a esta parte, por mérito para já exclusivo da coligação "Juntos por Guimarães", a alternativa à ligação entre cidade e Avepark proposta pela Câmara Municipal com o beneplácito de um estudo da Universidade do Minho que está longe de ter a abrangência necessária e apenas versa aquilo que quem encomendou o estudo quer que seja versado.
Um pouco como aquelas sondagens que dão o triunfo a quem as encomendou.
Seja como for há duas propostas em cima da mesa.
A da Câmara e a da coligação "Juntos por Guimarães".
Tratando-se de uma obra importantíssima, de custo elevado, com impacto ambiental inegável e que não pode ser desvalorizado, faz todo o sentido que num tempo em que todos desejamos um aperfeiçoamento dos instrumentos democráticos de decisão e a participação dos cidadãos nos processos decisórios (vide orçamentos participativos, etc)sejam efectuados amplos debates para que a decisão final resulte o mais perfeita possível .
Quer na opção que vier a ser escolhida quer em todas as razões pelas quais foi essa a opção e não outra!
E por isso, precisamente por que não querer que a questão se transforme num debate partidário entre Câmara/PS e coligação "Juntos por Guimarães", esta ultima apresentou mais duas propostas de alternativas aquela que já tinha divulgado em Setembro do ano passado solicitando ao presidente da Câmara que elas fossem publicamente discutidas conjuntamente com a proposta camarária.
Mais alternativas(com custos e percursos diferentes embora com um tronco comum que é a EN 101), mais debate, mais possibilidades de serem tomadas decisões verdadeiramente participadas pelos cidadãos mais directamente abrangidos por elas em vez de um "braço de ferro" que não aproveita a ninguém.
Infelizmente a Câmara e o PS não querem debater verdadeiramente todas as possibilidades existentes.
Apenas, vá-se lá saber porquê (em Guimarães há coisas que ás vezes demoram anos a saber-se...mas acabam por se saber), quer discutir o traçado em que obstinadamente insiste completamente alheia a todas as vozes que contra ele se levantam.
Como ainda ontem, na sessão pública realizada nas Caldas das Taipas, onde foi claro o repúdio popular perante a proposta da CMG/UM e a arrogância com que ela foi apresentada como se de facto consumado se tratasse.
E por isso faz todo o sentido que a Câmara(e o PS...) pare para pensar e depois, num espírito de abertura democrática, promova um conjunto de sessões públicas onde possam ser apresentadas e debatidas todas as alternativas existentes para a ligação da cidade ao Avepark.
Fazendo-o serve Guimarães.
Persistindo neste autismo sem sentido pode servir muita gente mas não serve os interesses do município e dos munícipes da forma como eles merecem ser defendidos.
Depois Falamos

P.S Seria igualmente estimulante que algumas associações cívicas que tão participativas foram na discussão do arranjo do Toural se envolvessem também neste debate.
Não está em causa o centro da cidade mas está em causa uma via importantíssima para o concelho.

13 comentários:

Portugal Bipolar disse...

????

luis cirilo disse...

Caro Portugal Bipolar?
O que é que não percebeu?

Portugal Bipolar disse...

Caro Luís,

O que eu não entendi foi a Rússia, Ucrânia e U.E....


luis cirilo disse...

Caro Portugal Bipolar:
Ok. Esse é um texto que foi publicado por engano dado que ainda não estava acabado.
Será publicado, em definitivo, durante o dia de hoje

Portugal Bipolar disse...

Ok.

Anónimo disse...

Repúdio popular à alternativa discutida nas Caldas das Taipas ? Fram discutidas e apresentadas três alternativas. Houve re+údio sim, dos habitantes de Prazins Sta. Eufémia, que muito legitimamente querem defender a sua terra. Fazer disso um repúdio geral... você esteve lá ou alguém lhe encomendou estas linhas ? Houve várias opiniões discutidas e esclarecidas superiormente pelo Engº José Mendes, principalmente. Quanto à freguesia de Prazins Sta. Eufémia, deixe desde já que lhe diga que foi muito mal representada pela sua Presidente. Para quem ia defender o seu Povo numa questão tão importante devia ir muito mais preparada em vez de atirar com meia dúzia de lugares comuns e expôr-se ao ridículo ao pôr em causa a qualidade da água. Ridículo. Assim como ridícula a intervenção do pequeno agricultor que apelidou de terrorismo o traçado proposto.
Por outro lado, mais abertura democrática do que o Presidente da Câmara se expor perante uma plateia a debater as alternativas (há mais duas sessões agendadas) - e outras que se levantaram - é quase impossível.

A alternativa mais viável no meu ver e que devia estar já feita há anos é a ligação da rotunda do Monte d'Além (Arquinho) à A11. Se o único entrave é a recusa do concessionário, dada mais do que uma vez pelo Engº José Mendes como impossível, então pode haver aí uma oportunidade. Porque se o Povo quiser o concessionário pode ceder. Contudo há um pequeno traçado que será um grande problema: a pequena distância da rotunda do Monte d'Além ao Avepark passa pela Preparatória das Taipas, e esse é o traçado mais complicado da N101, de Braga a Guimarães.

Por outro lado creio que as propostas de requalificação da N101 são completamente impossíveis de realizar, um tiro no pé da Coligação Juntos por Guimarães. Estou aliás muito curioso para 3ª feira em Ponte ver a posição do presidente da junta de Ponte, Sérgio Castro, sobre esta alternativa...

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Desculpe que lhe diga mas é o comentário típico de um boy.
Servilismo ao poder, seguidismo ao presidente da câmara, a mais absoluta intolerância em relação a quem pensa diferente.
Anonimamente, como é típico de alguns boys que por aqui aparecem(não só em termos políticos verdade seja dita), insultuoso para quem escreve o que não lhe agrada ou esteve na reunião a defender posições diferentes do poder.
É bom ( e só por isso publiquei o comentário) que se veja com que argumentos se defende o indefensável.
P.S. Quanto ás posições "superiormente defendidas" pelo eng José Mendes já percebi a quem ele se referia quando avisou que ia falar devagarinho para todos entenderem...

david ribeiro disse...

Sou de Fermentoes, e considero de extrema necessidade uma discussão para resolver o acesso às Taipas, mas nesta cidade tudo o que não pensa como a câmara , é eliminado. Ainda bem, que não estamos na coreia do Norte, senão eramos mortos por pensar diferente, que ridículo

david ribeiro disse...

E anónimo dá a cara ou CALA-TE... Gente ridícula ...

Anónimo disse...

Ó David Ribeiro, o melhor é ires falar com o teu presidente de Fermentões. Esse é que é a favor da proposta da Câmara, e acha que essa proposta ajuda a resolver o problema da 101 em Fermentões.
Ou isso ou põe gelo...

luis cirilo disse...

Caro David Ribeiro:
Infelizmente o PS está a querer partidarizar uma questão na qual o bom senso devia ser a regra de opção.
De resto estou convicto que a Câmara já decidiu o que vai fazer e estes debates públicos são para cumprir calendário

Anónimo disse...

Muito bom. Se não se fazem debates estamos numa ditadura PS. Se se fazem debates é para cumprir calendário.

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Infelizmente é verdade.
Primeiro decidiu.
Depois chamou a U.M para fazer um estudo que lhe sustentasse a decisão.
E agora anda a fazer debates públicos para transmitir uma imagem de democraticidade que neste caso nunca existiu