segunda-feira, maio 09, 2016

Cumprir Calendário

Era apenas um jogo para cumprir calendário dado que Vitória e Moreirense não lutavam por nada em termos classificativos (havia apenas a curiosidade de os visitantes caso vencessem poderem igualar os visitados) com a equipa da zona sul do concelho a ter cumprido o seu objectivo de manutenção e a equipa vitoriana a ter falhado todos os seus objectivos nesta época.
Uma curta nota apenas para dizer que se há alguém que pensa que a manutenção é um objectivo para o Vitória é porque conhece muito mal o clube e pior ainda os adeptos.
Mas mesmo sem outro interesse mais "substancial" este jogo deu para confirmar algumas coisas:
O divórcio dos adeptos face ao actual estado de coisas com as bancadas muito aquém do normal.
A insatisfação perante a gestão desportiva consubstanciada nas vaias,ao intervalo, ao presidente da SAD e do clube quando foi anunciada a sua presença no relvado.
O repúdio dos adeptos face aos empréstimos de Janeiro de jogadores do Benfica bem audível em vários períodos da segunda parte, em especial relativamente a Vítor Andrade, desde que a sua entrada em campo foi anunciada.
A incompreensível gestão da equipa feita por um treinador que não deixará saudades (se for embora...) e que deixou os 90 minutos no banco jogadores como Valente e Vigário que estarão cá na próxima época e são "activos" do clube para dar minutos a Hurtado, João Teixeira e Vítor Andrade que estão a 90 minutos de ir embora e também não deixarão saudades.
Porque o seu  rendimento em nada justificou tantas oportunidades que lhes foram dadas embora deva reconhecer que João Teixeira pode vir a ser um jogador interessante se continuar a evoluir como o tem feito.
E, entre outras coisas, que é absolutamente prioritário manter Dourado no plantel.
Diria até que a equipa da próxima época deve ser pensada em torno deste goleador e de forma a potenciar as suas capacidades.
Quanto ao jogo propriamente dito podemos dizer que foi de fim de época entre clubes amigos,do mesmo concelho, com oportunidades de ambos os lados fruto de algumas jogadas interessantes de parte a parte e que teve nos dois golos de Dourado os seus melhores momentos de futebol.
Em relação à equipa vitoriana o esquema foi o dos últimos jogos, desta vez com Alexandre Silva a fazer (bem) o corredor direito enquanto Dalbert fazia o esquerdo e Otávio tentava pautar o jogo a meio campo.
Três centrais, a novidade de Phete recuar para essa posição depois da saída de Josué, Cafu a "8" a tentar transportar jogo e na frente Dourado letal como excelente ponta de lança que é enquanto Hurtado passou ao lado do jogo.
Nas substituições, como quase sempre, a equipa não melhorou.
Deixando de lado a troca de Otávio por Moreno para o brasileiro receber o justo aplauso por uma boa época (este,embora emprestado, vai deixar saudades) as outras duas nada trouxeram de positivo e ainda aborreceram os adeptos por entrarem dois emprestados que estão de saída enquanto permaneciam no banco jogadores do clube que vão ficar.
Enfim valeu pelo triunfo, pelos golos de Dourado, por alguns períodos de bom futebol mas muita coisa terá de mudar para que os vitorianos olhem para a próxima época sem o cepticismo e descrença que neste momento os domina.
Depois Falamos.

6 comentários:

MF disse...

Três pormenores para termos uma ideia da direção que temos:
1- novamente uma bancada fechada com a colocação da claque do adversário junto à bancada central
2- campo quase sem as marcações visíveis a ser literalmente pincelado ao intervalo
3- jogador a atirar a camisola do clube ao chão e a permanecer em campo.
O problema é que fica sempre para ... depois falamos :)

Paulo Sousa disse...

Sim, ha que reconhecer que Joao Teixeira podera tornar-se num bom jogador, mas nao e nosso e nao acrescentando mais a equipa do que faria Castro, Joao Pedro, Helinho ou ate Bruno Alves a sua inclusao em Janeiro foi inapropriada.
Em relacao ao outro palhaco(sim, porque quem faz "cenas" daquelas, so pode mesmo ser um palhaco!), se tivessemos alguem de "tomates" na direcao a esta hora ja estaria a caminho do buraca porque aquilo e do mais patetico e desrespeituoso que ja vi alguem fazer.
Por ultimo, clubes vizinhos so se for apenas em relacao aos adeptos porque a nivel de direcao o sr magalhaes anda com um tom ligeiramente mais avermelhado de marrocos e as evidencias sao faceis de entender.
Concordo plenamente em relacao ao Dourado e Otavio.

luis cirilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luis cirilo disse...

Caro MF:
De acordo quanto aos pontos que refere.
Quanto ao resto caso para dizer...até um dia... ;-)
Caro Paulo Sousa:
Os jogadores da B que refere em nada são inferiores a João Teixeira e são nossos.
E devo dizer que o João Pedro, que aprecio muito, tem o azar de ainda não ter tido na equipa A um treinador que aposte nele porque é jogador para largos voos.
Quanto ao Victor Andrade é o retrato perfeito de uma gestão desportiva falhada. Não acrescentou nada,irritou os sócios pela inoperância em vários jogos, tapou o lugar várias vezes a jogadores nossos como o Vigário e sai pela porta pequena.

Saganowski disse...

O "amor" dos socios pelo Vitor Andrade encontra paralelo no "amor" dos socios pelo Sami no ano passado! Curiosamente AMBOS emprestados a meio da epoca. A SAD ja devia ter aprendido a lição...

luis cirilo disse...

Caro Saganowski:
Infelizmente não aprendeu