segunda-feira, abril 18, 2016

O Nosso 14

Creio que já nem vale a pena perder muito tempo com este penoso final de época da equipa A do Vitória.
Muito menos arranjar culpados externos (árbitros) para situações em que a responsabilidade maior está dentro do clube.
É certo que aqui e ali temos sido prejudicados mas também é certo que quando jogamos em desvantagem numérica...perdemos e quando jogamos em vantagem não ganhamos.
Bastará lembrar que contra o Vitória FC jogamos vinte e cinco minutos com onze contra nove e em Braga trinta e seis minutos com onze contra dez e em ambos os casos mais não conseguimos do que empatar.
E por isso falar de árbitros é apenas falar de uma parte pequena do problema.
Quanto ao jogo de ontem creio que não vale a pena gastar mais que uma palavra para definir a exibição de cada jogador.
João Miguel: Bem
Bruno Gaspar: Discreto
Pedro Henrique: Certinho
João Afonso: Irregular
Dalbert: Imprudente
Bouba: Infeliz
Cafu: Esforçado
Otávio: Inconsequente
Licá: Sacrificado
Valente: Lutador
Alexandre Silva: Perdido
Luís Rocha: Cumpriu
Dourado: Injustiçado
Phete: Invisivel
Douglas, Moreno, João Teixeira, Franci não foram utilizados : Sorte!
Sem mais nada porque lutar nesta liga resta à equipa A terminar a época com a dignidade possível.
E não estorvar a B no caminho positivo que está a fazer rumo à manutenção.
Depois Falamos.

6 comentários:

Pedro disse...

Caro Cirilo,

Perante o estado anémico em que se encontra o Vitória e atendendo ao historial das últimas épocas, parece-me que o futuro irá ser mais do mesmo. Apatia generalizada, cimentada por um discurso do passivo espelhado num clube passivo.
Lanço-lhe o desafio de pensar seriamente em encabeçar uma lista alternatinva - ou se quiser uma corrente alternativa - a esta direcção. Como li num forum do vitória, não é a 2/3 meses das eleições que se prepara uma alternativa. O Senhor, apesar das hesitações e opções discutíveis, ainda consegue reunir um número assinalável de adeptos que estão dispostos a associar-se a uma futura candidatura. Pense nisso. Viva ao Vitória!

luis cirilo disse...

Caro Pedro:
Creio que o Vitória, como qualquer instituição com "vida", só ganha em ter alternativas a quem em cada mandato o dirige.
Não acredito,isso não, em "salvadores (raio de palavra...) da Pátria" que por si sós resolvam os problemas todos de uma penada mas acredito,isso sim, num trabalho de grupo que permita constituir uma alternativa credível e que devolva a esperança a adeptos tão massacrados por desilusões.
Tenho noção que ao longo dos muitos anos que levo ligado ao Vitória como associado e alguns como dirigente terei, como diz, feito "opções discutíveis" e cometido algumas "hesitações" e ,acrescento eu, tomado decisões erradas.
Mas fi-lo sempre, mas sempre mesmo, pensando naquilo que era melhor para o Vitória e não para mim.
Porque se estivesse nos orgãos sociais do Vitória pensando apenas no meu interesse...ainda lá estava provavelmente.
Acredite que penso, todos os dias, num Vitória maior e melhor.
E darei o contributo que puder para que isso seja uma realidade.

Anónimo disse...

Caro Sr. Luís Cirilo
Aproveitando a dica do acima, Pedro, e sendo eu sócio do Vitória há quase 50 anos, realmente e "olhando à volta" não vejo ninguém com capacidade para tomar as rédeas da direcção, num futuro próximo mandato.
Tenho a certeza que a maioria dos sócios, não desdenharia tê-lo com Presidente. O seu "Vitorianismo" é conhecido de todos, e o facto de já conhecer o clube por dentro, era sem dúvida uma mais valia que seria de considerar.
Espero que não leve a mal esta minha sugestão, mas custa-me ver um clube como o Vitória afundar-se de ano para ano sem que ninguém lhe deite a mão ou um passo em frente.
Tal como muitos sócios e sei que são muitos, reconhecemos-lhe capacidade e competência para tomar a decisão de dar esse passo. Reconheço que a decisão é difícil porque há factores a considerar tais como disponibilidade,afastamento periódico da Família etc., por isso só o meu Amigo pode resolver tal desiderato.
Grato pela atenção, espero que não leve a mal esta minha sugestão.
Cumprimentos Vitorianos
S. Guimarães

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Caro Luís Cirilo.

Na minha opinião, só acredito em melhorias sérias quando o presidente perceber o que é ser vitoriano.

De momento não vejo mais ninguém com perfil sem ser o LUÍS CIRILO.

Certamente será a opinião de muitos sócios (tirando, é claro, os que estão a gosta da festa,... câmara, claques,...).


Fernandes




luis cirilo disse...

Caro S.Guimarães:
Não só não levo a mal como ainda agradeço penhoradamente as suas palavras amigas.
O que lhe posso dizer é que nunca direi que não ao Vitória salvo algum motivo de força maior que felizmente não se verifica.
Mas o futuro a Deus pertence e o nosso clube ainda está longe de eleições como sabe dado que os actuais orgãos sociais foram eleitos em 2015.
Embora eu ache que ou as coisas mudam muito, nomeadamente na gestão desportiva e na politica de comunicação, ou os vitorianos podem achar necessário tomar medidas ao abrigo dos estatutos.
Continuar assim é que não!
Caro Fernandes:
Agradeço também as suas palavras amigas.
Acho que não há soluções individuais para o clube e aquilo que vier a acontecer no futuro pressuporá sempre um líder rodeado por uma boa equipa.
Porque a falta de liderança é hoje um problema grave no Vitória.
Quanto aos que gostam da "festa", para lhe ser franco, acho que são cada vez menos e terão pouca relevância no futuro.
Porque conhecendo o Vitória como conheço há quase 50 anos sei bem que há uma imensa maioria que está calada mas na hora da verdade dirá "presente".
Como sempre o fez.