domingo, abril 03, 2016

A Europa aos Quadradinhos

Creio que hoje em Portugal todos os treinadores sabem como jogar contra o Vitória.
Bloqueando a criatividade de Otávio e não deixando chegar a Dourado bolas rematáveis anula-se grande parte da capacidade ofensiva da equipa e depois, aproveitando as clássicas falhas defensivas (então nos cantos já é demais) , há sempre a oportunidade de fazer um golo que dê o triunfo ou um empate no caso de o Vitória aqui ou ali conseguir livrar-se do espartilho e marcar um golo!
E por isso vamos em oito jogos consecutivos sem ganhar e por isso fizemos nove(!!!) pontos nos últimos dez jogos!
Assim foi,uma vez mais, com o "Boavistazinho" que apareceu em Guimarães em busca de um ponto mas sempre espreitando (embora muito à distância) a possibilidade de levar os três.
O Vitória ainda conseguiu marcar primeiro, numa rara ocasião em que Otávio se livrou do colete de forças e rasgou a defesa com um passe brilhante a que Valente correspondeu da melhor forma, mas depois lá veio a falha defensiva a propiciar o empate e daí nunca mais saímos.
É verdade que o Vitória atacou mais, teve mais posse de bola (58% contra 42%), criou mais lances de muito relativo perigo mas sem conseguir concretizar nem afirmar uma superioridade convincente sobre um Boavista a anos luz do de outros tempos.
E , em boa verdade, o Boavista até rematou mais (9 remates contra 7)e teve mais cantos a favor (8 contra 7) e fez menos faltas que o Vitória (18 contra 20) o que traduz um relativo equilíbrio no jogo jogado.
Na hora das substituições, e quando se impunha o "tudo por tudo" para chegar ao triunfo, o Vitória e o seu treinador não souberam fazer a diferença nem sequer alterar o posicionamento táctico.
A troca de Rosell por João Teixeira não mexeu no jogo e a troca de dois alas experientes (Valente e Licá) por dois jovens  alas inexperientes (Alexandre Silva e Francis) evidentemente que nada trouxe de positivo quer em termos tácticos quer de de produtividade goleadora.
Nada.
Ainda se esperaria que perante um Boavista remetido à defesa do resultado, e num constante anti jogo, o Vitória arriscasse qualquer coisinha como,por exemplo, tirar um lateral para meter um ala abrindo a frente de ataque e pondo Valente a jogar próximo de Dourado para reforçar a capacidade rematadora na área . 
Mas não foi essa a opção e o resultado foi o que se sabe.
Depois dos resultados deste fim de semana, cuja conjugação em nada nos ajudou, o Vitória está cada vez mais do obrigatório apuramento europeu.
A inaceitáveis quinze pontos do Braga, a incríveis nove pontos do Arouca (onde ainda temos de ir),a sete do Rio Ave (onde vamos na próxima jornada)e já a quatro do Estoril (e nem vale a pena falar do ponto de atraso para o Paços de Ferreira embora seja mais um para atrapalhar)é preciso muita fé e esperança para acreditar que o Vitória ainda pode chegar ao "mísero" sexto lugar que dará acesso à Europa.
É que para além dessas duas deslocações ainda temos de ir ao Benfica e ao Marítimo(a apenas três pontos de nós)  e receber Estoril e Moreirense o que significa que em seis jogos quatro deles serão com equipas melhor classificadas do que nós e uma que quando lá formos até já pode estar a nosso par.
E como já toda a gente sabe , repito,como se impede o Vitória de jogar/marcar seria preciso que muita coisa mudasse para melhor para que este panorama sombrio ganhasse alguma cor e conseguíssemos uma ponta final de acordo com aquilo que todos os vitorianos desejam.
Não vai ser fácil.
Mas enquanto há vida...há esperança.
Depois Falamos.

12 comentários:

Saganowski disse...

Com a equipa espremida ao máximo (nos últimos jogos deu para ver que não dá para fazer muito mais do que se tem feito) e com o desgaste físico que muitos jogadores já revelam, não me parece que a situação pontual vá melhorar grande coisa.

Por muito que me custe dizê-lo, não me parece que nos jogos que restam consigamos mais do que 6 a 8 pontos. Bom seria se conseguissemos mais!

Se calhar será bom começar já a preparar a nova época, com critério, transparência!... e investindo a sério em quem cá está e tem qualidade!
E segurar casos difíceis como os de Otávio, Dourado, Miguel Silva é prioridade!

luis cirilo disse...

Caro Saganowski:
O Dourado é para segurar mas admito que cada dia que passa se torne mais difícil.
O Otávio vai regressar ao Porto tudo o indica.
Quanto ao Miguel Silva é o lado para que a SAD pode dormir melhor. Tem contrato por mais uns anos,tem clausula de rescisão de dez milhões, quem o quiser ...paga.
Quanto à próxima época.....aguardemos

Saganowski disse...

Caro Luis,

O Miguel Silva tem cláusula de 10 milhões e esperemos que só saia por esse valor.
Mas se o Sporting acenar com 2 milhões de imediato e mais 2 ou 3 jogadores "coxos" (leia-se "excedentários"), não sei, não...

Paulo Sousa disse...

Sr. Cirilo a questao Europa esta como a direcao(se assim puder ser chamada)sempre quis.
Nunca houve vontade de la ir e o mercado de Janeiro assim o indica. Se estavamos em franca recuperacao a chegada de jogadores sem qualquer ritmo competitivo(excepto Joao Teixeira mas numa segunga liga)quebrou isso mesmo.
A equipa nao da mais, o futebol e pobrezinho e o SC nada mais tem a acrescentar.
Queria acreditar que para a proxima epoca seria diferente mas ja nao tenho idade para acreditar no Pai Natal.
Eu nao desisto do Emblema mas cada vez somos menos e as assistencias assim o mostram.

Anónimo disse...

Num tom de brincadeira, digo, o Vitória jogou em 2 tabuleiros, foi buscar os jogadores ao Benfica com 2 intenções,"melhorar" o plantel da equipa principal, e enfraquecer a equipa B deles, que neste momento está na linha de descida.

Mas essa minha brincadeira é demais, para a cabeça de quem gere o Vitória.

luis cirilo disse...

Caro Saganowski:
Nem eu...
Caro Paulo Sousa:
De facto a gestão desportiva tem deixado a desejar.
Em Janeiro veio "tudo" menos o que era preciso; um central experiente e um ponta de lança que complementasse Dourado. E ,talvez, um lateral polivalente.
Essas eram as prioridades.
Vieram médios (Rosell e João Teixeira)e extremos (Vitor Andrade, Hurtado e Francis)que em nada melhoraram a equipa e ainda desanimaram os que cá estavam, impediram a progressão dos jovens da B e no fim da época vão-se embora indiferentes a irmos ou não à Europa.
O treinador há muito que faz parte do problema e não da solução como sempre disse neste espaço e no meu facebook.
Creio que a Europa está perdida embora haja sempre uma réstea de esperança.
Quanto ao futuro tal como você não acredito no Pai Natal...

JRV disse...

O actual elenco directivo já demonstrou, mais que uma vez, ao que veio. Trata-se de gente limitada e medíocre, cujos interesses estão (muito) longe de ser os de defesa e de promoção do crescimento do clube. Acreditar em escumalha deste nivel e confiar-lhe o planeamento de mais uma época, não passa, pois, de um exercício de pura negação e/ou de masoquismo.

Está mais do que na hora de se construirem alternativas com vista à redefinição do rumo deste clube. Chega deste marasmo, chega deste servilismo, chega desta mediocridade.

Preparem-se para o combate, porque vai ser difícil, muito difícil fazer o armando largar o "osso".

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Mas não deixa de ser uma brincadeira com piada. E ironia bem aplicada.
Caro JRV:
Creio que qualquer vitoriano tem a legitimidade de seguir um caminho diferente daquele que vem sendo seguido.
Se um conjunto de vitorianos com ideias convergentes entre si, mas divergentes de quem actualmente gere, quiser construir uma alternativa para apresentar aos sócios não só estão no seu direito como estão a prestar um bom serviço ao Vitória.
Penso, serenamente, que a actual filosofia de gestão desportiva (que não é a sufragada pelos sócios em 2012 mas sim uma versão profundamente alterada a partir de certa altura...)está esgotada e necessita de profunda alterações que evitem que o Vitória se perca na vulgaridade do meio da tabela na 1ª Liga e viva em permanente sobressalto na II liga com a equipa B.
Já para não falar do que se passa nas modalidades.
E por isso tudo que contribua para essa alteração de rumo será certamente bem vindo.

Anónimo disse...

Como é que se pode falar em desgaste físico de jogadores que apenas fazem 1 jogo por semana, ainda por cima após a paragem para compromissos das selecções?????

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Desgaste fisico não pode ser desculpa.
O plantel é grande e as competições...poucas.
Por essa ordem de ideias os jogadores do Braga há muito que tinham morrido de exaustão. A jogarem em quatro competições...

Anónimo disse...

Previamente quero esclarecer que lhe escrevo na qualidade de associado do Rio Ave, próximo adversário do seu V. Guimarães.

Naturalmente espero sair vencedor do confronto da próxima 2ªf, que tão importante pode vir a ser na luta pela Liga Europa.

Tenho pena que uma vitória rioavista deixe o Guimarães irremediavelmente arredado da luta pela Europa, porque acredito que, para além dos 3 grandes e dos nossos rivais marroquinos, apenas os nossos clubes poderão fazer boa figura na Europa.

Gostaria de lhe perguntar quais são os pontos fortes do colectivo vimaranense e quais os jogadores em destaque. Do pouco que pude acompanhar, gosto muito do jovem guarda-redes, do Octávio e do Henrique Dourado. Fico com a sensação de terem uma defesa frágil, mas com laterais ofensivos e um meio campo de marcha-atrás que faz pender toda a construcção no brasileiro emprestado pelo FCP.

Quais são as opções preferidas do Conceição para as alas? Não acha o Lica um jogador demasiado fraco para o Vitória?

Peço desculpas pela intromissão, mas gostaria de ficar mais informado sobre o meu adversário.

Saudações rioavistas.

luis cirilo disse...

Caro Anonimo Rioavista:
Pelo que escreve vejo que já conhece bastante bem a equipa do Vitória.
Nomeadamente os pontos fortes ofensivos que são o Otávio a construir e o Dourado a finalizar.
A defender é evidente que o João Miguel Silva tem sido a grande revelação do campeonato, em termos de guarda redes, mas a equipa defende globalmente de forma insuficiente e por isso sofre tantos golos apesar da excelência do guarda redes.
Quanto ás opções preferidas para as alas não lhe sei dizer. E acho que nem o SC saberá tantas as alterações que faz de jogo para jogo.
O Licá fez uma primeira volta abaixo do seu valor mas tem vindo a melhorar e a fazer golos.
Tal como a restante equipa precisava era de um treinador melhor.