domingo, novembro 14, 2010

Tal e Qual

Tão oportuna quanto irónica esta faixa da claque "Insane Guys".
Porque sem me adiantar,por agora,em mais comentários acho absolutamente incompreensiveis estas iniciativas do Braga de comprar e oferecer bilhetes (mais transporte) aos sócios.
Não conheço nenhum clube do mundo,pelos menos dos que tem gestões profissionais,que faça isso.
Mas por mim não tem problema.
É bem melhor gastarem dinheiro em bilhetes (mesmo que depois se constate que número significativo não foi utilizado) e comboios do que em jogadores para reforçarem a equipa.
E qualquer dia se verá a realidade do Relatórios e Contas da SAD bracarense.
Depois Falamos

13 comentários:

Yokiko disse...

Eu gostei mais daquela que dizia "Fui à missa à Sé de Braga e na hóstia ofereceram-me um bilhete!"

Anónimo disse...

Eu tambem goste da "adeptos de aluguer". Até nos adeptos somos mais inteligentes que eles.

Pantic disse...

Eu já disse a muita gente. Quando o Salvador sair vai ser tipo Boavista...

luis cirilo disse...

Caro Yokiko:
Também eu.
Caro Anónimo:
Não é grande desafio...
Caro Pantic:
Aí tenho algumas duvidas.
Vai depender de outras coisas.

Anónimo disse...

Duvido que seja tipo Boavista em termos financeiros, em adeptos ou adeptos de aluguer é outra história, quero ver quando voltarem a realidade.Para chegarem à dedicação por demais demonstrada pelos adeptos Vitorianos ainda têm que lhe dar muitos anos e a pagar, pode ser que um dia destes voltem a normalidade e regressem os tempos em que apenas vinha o homem do bombo e o filho.

Carlos lopes disse...

O derby foi demasiado empolado pela comunicaçao social,a sad do braga gastou muito dinheiro,bolas de golf esgotadas?!!Demasiada agressividade nos jogadores do braga,fiscais de linha cegos,estava tudo feito para rebentar uma bomba em guimaraes felizmente saiu tudo ao contrario,sinal de que como adeptos somos inteligentes e os jogadores de uma frieza notavel !

luis cirilo disse...

Caro vitorianismo:
Claro que nunca serão como nós.
Está para além das possibilidades deles.
Mas o facto é que tem crescido alguma coisa nos ultimos anos.
E nós não podemos ignorar isso.
Caro carlos lopes:
Podia ter sido complicado podia.
E há que apurar responsabilidades.
Desde a actuação do árbitro/fiscais de linha a quem permitiu aquela excursão ferroviária.

Anónimo disse...

Sr. Luís Cirilo, ninguem pode esconder isso, têm melhorado se não nós também não falavamos tanto deles. Se calhar o melhor é deixá-los a andaro tempo normalmente é bom conselheiro..

Boa sorte para o programa!

luis cirilo disse...

Caro Vitorianismo:
Creio que devemos olhar para a frente e para cima.
E assim falaremos menos do Braga.
Porque não aparecerá no nosso campo de visão.

Anónimo disse...

Assim é que é «pagaram no campo». Afinal a 'guerra' deveria ser SÓ aí.

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
E acabou por ser.
As declarações posteriores devem-se a azia e ignorância de quem as proferiu. Esgotam-se nelas próprias.

Anónimo disse...

é curioso que entre os adeptos e as gentes de guimaraes não veja sequer um reparo ou uma nota de lamento pelas cenas lamentáveis que aconteceram contra adeptos do SCB. Chegar ao cumulo de incendiar com pneus a linha de combioi é de bradar aos céus! é um crime público que lesa um bem de todos nós e que podia trazer consequncias trágicas. Não vi ninguém condenar isto.
Não voi ninguém condenar a agressão ao treiabdor adjunto do Braga com um telemóvel.
Não vi ninguém condenar o envio d epedras e outros obkecyos para o corteja a pé dos adeptos bracarenses.
falar é fácil . Bater a mão no peito e dizer "mea culpa" est´
a fora de discussão... assim, ganham razão os energúmenos de Guimarães e ganham animo os mesmo de Braga para a "vingança"... triste futebol e triste pessoas que por uma vitória esquecem tudo. mesmo aquilo em que acreditam

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Como entre as gentes de Braga,nomeadamente dirigentes,sites e blogues,não conheço nenhum repúdio pelas 380 cadeiras arrancadas,pelas casas de banho destruidas na bancada onde estavam os adeptos do Braga, ou pelo atirar de tochas a arder para o meio de adeptos vitorianos.
Atitudes lamentáveis houve-as de ambos os lados.
E merecem igual repúdio.
Já tive oportunidade de dizer publicamente,no Porto Canal, que no vandalismo associado ao futebol não há bandidos bons(os nossos) e bandidos maus (os dos outros).
Apenas bandidos.
Nos quais se insere quem atirou um objecto contra o treinador adjunto do Braga.
Creio que no futebol,começando pelos dirigentes,há um longo caminho a fazer rumo á civilidade e á tolerância desportiva.
Não desculpo os adeptos.
Mas constato que muitas vezes o mau exemplo vem dos dirigentes.
Quue dizem o que pensam mas não pensam no que dizem.