sábado, novembro 28, 2015

Valeu pelos Pontos

No intervalo do jogo escrevi na minha página de facebook o seguinte comentário:
" A primeira parte do Vitória caracteriza-se em três "is": Intranquilo a defender, Inconsistente a construir,Inofensivo a atacar. Esperemos que na segunda parte melhore. Porque ver o Vitória "assim" é uma infelicidade. Afinal os "is, como os 3 Mosqueteiros,são quatro".
Correspondia esta análise a uma primeira parte fraquissima do Vitória, perante um dos mais modestos Boavista de que me lembro, em que a equipa vitoriana conseguiu a verdadeira proeza de chegar ao intervalo a perder face a um adversário que apesar da modéstia lhe foi superior em todos os capítulos do jogo.
Claro que tudo isso teve a ver com uma equipa inicial difícilima de entender com um Phete absolutamente "verde" para estas andanças, um Licá que definitivamente não é feliz com a nossa camisola e um sistema de dois trincos em que Cafu e Bouba se andavam a atrapalhar um ao outro mais do que a dificultar a vida ao adversário.
Não admirou pois que o Boavista marcasse um golo e ainda visse João Miguel (se é o nome que usa na camisola é esse o nome que lhe deve ser chamado) negar-lhe outro com uma boa defesa enquanto do outro lado do campo Mika deve ter enregelado face à inoperância do ataque vitoriano.
Na segunda parte as coisas melhoraram.
Até porque piorarem não era fácil!
Com as entradas de Otávio(joga para a frente e sabe "ter" a bola) e Valente a equipa ganhou discernimento e agressividade ofensiva empurrando o Boavista para trás e criando algumas oportunidades de golo.
Dourado (boa exibição) fez o empate e logo a seguir obrigou o guarda redes axadrezado a grande defesa, Valente cabeceou com perigo por duas vezes e percebeu-se que a "sorte" do jogo tinha mudado e o Vitória estaria mais perto do segundo golo.
Que acabou por acontecer num remate de "raiva" do capitão Cafu dando ao cair do jogo um triunfo que a primeira parte não fazia supor.
E ainda houve oportunidade, em tempo de descontos, para João Miguel segurar o triunfo com uma grande defesa naquele que foi o único remate verdadeiramente perigoso do Boavista em toda a segunda parte.
Valeu pelos três pontos e pelo matar de um "borrego" já velho este triunfo do Vitória no Bessa.
Mas exibicionalmente a equipa continua muito longe do que é exigível , o treinador persiste numa incompreensível rotação de jogadores que em nada contribui para a solidez da equipa e  para a mecanização de processos e não é esta "andorinha" do Bessa que vai fazer a "Primavera" vitoriana.
Há muito caminho para andar e muita falta de maturidade, a vários níveis, a fazer-se sentir.
Em termos individuais o destaque vai para a boa estreia de João Miguel sem culpas no golo e evitando pelo menos outros dois, para a boa movimentação de Dourado e para o seu excelente golo e para o "ar fresco" que Otávio trouxe à equipa.
Cafu foi um capitão à altura e mereceu bem o golo que marcou.
Fábio Veríssimo fez uma boa arbitragem.

6 comentários:

Paulo Sousa disse...

..e valeu tambem pela estreia do Miguel.
tiro o chapeu ao SC por ter tido a coragem de tirar Douglas, algo inevitavel estando a passar uma epoca sofrivel e chamando a jogo um jovem Vitoriano.
nao teve muito trabalho mas teve la duas defesas de categoria assinalavel, entao aquela com o pe e digna de registo.
mas acima de tudo entusiasmou-me a sua seguranca, algo que Douglas nao andava a transmitir.espero que continue a ser aposta, mesmo que eventualmente venha a cometer erros.
primeira parte com tres medios defensivos(nao percebi bem a ideia)como iamos ligar o jogo no miolo?!
a entrada de Otavio foi o clique para a reviravolta.
de salientar o nivel fisico da equipa que parece ter melhorado bastante.
boa vitoria mas temos de jogar bem mais se nao queremos correr o risco de terminar numa posicao perigosa da tabela.
agora e esperar por uma vitoria diante do Rio Ave para, ao contrario da vitoria em Pacos, dar seguimento ao momento positivo.

Francisco Guimaraes disse...

Mas o momento da noite foi ver o João Miguel, o nosso Guarda-redes, perto do final do jogo a entoar os mesmos cânticos que vinham dos nossos adeptos!
Grande e muito emotivo momento!
Só neste clube!
(Para quem tiver oportunidade de rever o jogo ou usar restart tv, o momento ocorre já no tempo de desconto após uma repetição do último e único remate dos adversários, no som de fundo: o "Força Vitoria olé" e na imagem o jovem guardião com essa mesma letra nos lábios!)

Paulo Sousa disse...

aqui tens.

https://youtu.be/Yb-K4sJacbw

Anónimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=Yb-K4sJacbw&feature=youtu.be

Aí está o grande momento da noite protagonizado pelo nosso menino João Miguel.
Luis Cirilo, é isto o ADN Vitoriano ? Parece que continua vivo no "projecto" desta direcção...

Paulo

Mr.Karvalhovsky disse...

Plenamente de acordo com a sua leitura.
1ª parte absolutamente desastrada, sem fio de jogo... Onde o Vitória foi mau de mais.
Fez-me duvidar seriamente desta equipa, que já todos sabemos que não é excepcional, mas não tão má como demonstrou ser nessa 1ª parte.
O que me levou para outra grande preocupação, que é a competência desta equipa técnica. Já estão no VSC à tempo suficiente para mostrar serviço, no entanto não se observam progressos. Isto para mim é um facto evidente e não é este triunfo, ou o de Paços de Ferreira, onde a exibição também foi muito fraquinha, que conseguem fazer passar outra mensagem.
Na 2ª metade sou da opinião generalizada no que diz respeito à melhoria do nosso jogo e das suas motivações, já aqui referidas por si.
Espero contudo, e muito sinceramente, que o 2º tempo do Vitória seja o espelho do que resta da nossa época, sendo o derradeiro ponto de viragem para termos (finalmente) um Vitória à Vitória, ao contrário do que as evidências me levam a concluir...
Depois Falamos! :)

PS: Já agora, aproveito também para fazer-lhe uma sugestão (em tom provocatório), para que escreva um post sobre a sua opinião no que respeita à actualidade Síria, nomeadamente sobre o acontecimento ocorrido com o avião Russo, próximo da fronteira da Síria com a Turquia. O Luis Cirilo tem por hábito comentar sempre todos os assuntos internacionais de maior importância, no entanto parece-me que não o fez sobre este tema. Não me diga que não o fez porque lhe custa dar razão à Russia, nem que seja por uma vez? Ou será porque todas as evidências apontam para que os seus "amigos" americanos estejam na raíz do despoletar de todo este conflito? Espero que não seja esse o motivo... Diga-me antes que tem andado muito ocupado e preocupado com outro terrorista, chamado Costa! ehehe

luis cirilo disse...

Caro Paulo Sousa:
A aposta em João Miguel (é o nome que usa na camisola) foi de elevado risco.
Não pela qualidade do jogador, sobejamente demonstrada na equipa B, mas porque um Boavista-Vitória (mesmo com este modesto Boavista)é sempre um jogo de alta tensão e uma estreia em falso podia ser uma chatice a vários níveis.
Felizmente não aconteceu e acredito que João Miguel possa afirmar-se na equipa.
Quanto ao resto...demos meia parte de avanço com os erros de SC na constituição da equipa.
Felizmente ainda se conseguiu emendar mas isso também é indissociável da modéstia adversária.
Espero que se aproveitem agora os dois jogos seguidos em casa para subir na classificação.
Caro Francisco Guimarães:
Foi realmente bonito.
Caro Paulo:
Faz parte mas não é só isto.
Claro que ver um jogador,sem perde de concentração, a entoar um cântico da claque demonstra uma enorme empatia com os adeptos e muito amor ao clube.Porque estando a jogar estava também a "viver" o momento.
Quanto ao resto...não me parece. Mas é só a minha opinião.
Caro Mr Karvalhovsky:
Comecemos pelo futebol:
Partilho da sua opinião. E reforço a ideia de que esta equipa técnica já teve tempo e mais que tempo para a equipa evoluir.
Infelizmente isso não aconteceu. E duvido que venha a acontecer face ao que tem sido a linha de actuação de SC mudando constantemente a equipa e destabilizando os jogadores sem qualquer resultado em termos de melhoria exibicional.
No Bessa é verdade que melhoramos na segunda parte (mas piorar era impossível) por força da entrada de jogadores que deviam ser titulares mas essencialmente porque o Boavista é muito fraquinho.
Agora a política.
É verdade que o "terrorista" Costa me tem ocupado bastante tempo.
E tenho também alguma dificuldade em perceber totalmente o que se passa na Síria tal a confusão instalada.
Duas coisas são certas
O derrube do caça russo foi uma estupidez de todo o tamanho que nada justificava. Muito menos uma violação de espaço aéreo sem qualquer intuito agressivo para a Turquia.
A outra é que mesmo dando uma "mãozinha" ao ditador Assad a verdade é que a Rússia foi até ao momento quem mais fez para combater o Daesh.
E a minha simpatia pelos Estados Unidos em nada me impede de reconhecer isso.