segunda-feira, maio 19, 2014

A Praça da Taça

Segundo li a direcção do Vitória propôs, e a Câmara Municipal aceitou, que a praça situada a sul do estádio D. Afonso Henriques se passe a chamar praça 26 de maio como forma de perpetuar a histórica conquista do Jamor .
Dessa alteração toponímica não virá mal ao mundo seguramente mas não posso deixar de considerar que é um erro de perspectiva.
Por várias razões.
O Vitória já ganhou campeonatos nacionais de futebol nos escalões de formação, taças de Portugal em basquetebol e foi campeão nacional e vencedor da taça em voleibol e nunca ninguém achou pertinente (e bem) andar a dar nomes de ruas ou praças a essas conquistas.
A taça ganha no Jamor foi a conquista mais importante do nosso historial, sem sombra de duvida, mas não foi certamente a ultima do nosso clube.
Quando ganharmos a próxima taça mudamos o nome à rua de S. Gonçalo?
E na outra a seguir à avenida de Londres?
E quando um dia formo campeões nacionais de futebol, o mais velho e ambicioso sonho de todos os vitorianos, a que mudamos o nome?
Ao Toural?
Mas o erro fundamental não é nenhum desses.
É a persistência em olhar para trás.
Em continuar a comemorar algo que honra a nossa História mas a ela se devia circunscrever.
A taça ganha no Jamor em 26/5/2013 foi um passo num percurso de crescimento e valorização do Vitória.
Um passo não um fim e muito menos o fim!
É preciso olharmos em frente, ambicionarmos novas conquistas e novos objectivos, e darmos ao passado o seu lugar na História e não querer fazer dele um continuo presente como se nada mais houvesse de que nos orgulharmos ou ele fosse necessário como bálsamo a "dores" recentes.
Passarmos a vida a falar de uma conquista é, admito que involuntariamente, fazermos pequeno aquilo que é muito grande.
O Vitória Sport Clube!
Depois Falamos

P.S. Continuo a acreditar num "Vitória com Futuro".
Já não tenho é paciência para continuar agarrado obsessivamente ao passado.

15 comentários:

Anónimo disse...

eu acho que é a direcção a querer homenagear-se a ela própria. Depois de saber que venderam o Paulo Oliveira estou-lhes com um pó que nem os posso ver.
Estão a destruir o Vitória

Anónimo disse...

Francamente, não vejo onde esteja o problema.
Baptizar uma praceta na zona envolvente do Estádio, perpétuando uma data significativa para o clube e para Guimarães.
Por mim, aceito.
Fico muito mais aborrecido, quando passo na Av.S.Gonçalo, e não vejo o nome do estádio...

Pedro Jorge O.

Francisco Guimarães disse...

Podia ser pior, podiam ser ter lembrado de chamar Praceta Julio Mendes!
Eu tenho mais uma ideia: juntar às duas mulheres da rotunda da S.Gonçalo uma estátua do Julio Mendes e outra do Rui Vitoria! Assim sempre as moças tinham companhia!

Agora fora de brincadeiras, porque não chamar Praça da Vitoria (ou do Vitoria, que até dava pro Clube e pro Manager)?

Francisco disse...

Boa noite! Peço desculpa por fugir ao tema do post mas realmente a questão do nome da praça é-me igual ao litro, o que realmente me chateia solenemente são os péssimos negócios que esta Direção continua a fazer. Continua a delapidar o património desportivo da SAD, no caso, a preços de "FEIRA". Vimos no ano passado a saída do Ricardo e Tiago Rodrigues para o FCPorto por valores a roçar o ridículo, 2 jovens desperdiçados, o Soudani foi oferecido ao Dinamo de Zagreb e ainda o Balde que afinal rendeu quase nada do Celtic. Este ano mais do mesmo, Paulo Oliveira vai para o Sporting, talvez nem 2 milhões de euros recebamos pois o Sporting não tem dinheiro, talvez fiquemos com 5% do passe e recebamos 1 ou 2 jogadores do Sporting tipo Nii Plange ou qualquer outro excedentário da equipa B, e nem sequer admito que seja um pagamento do André Santos porque não trocaria um pelo outro. Talvez tenha tido alguma influência o sportinguismo do Sr. Mário Ferreira ou então talvez se tenha descoberto os tais poços de petróleo nos campos da Unidade e o VSC esteja muito rico, pois com clubes supostamente interessados a ofereceram mais € e com uma clausula de rescisão de 4 milhões...vende-lo ao sporting por 1,2 ou 1,5 milhões não se entende! E não me venham dizer que ainda não se sabem os valores da transferência porque os jornais sabem, no ano passado diziam o mesmo do negócio com o FCPorto e os valores foram aqueles, só tenho pena que a Direção e o Presidente não os tenha no sítio para assumi-los e justifica-los perante os sócios. Agora não me surpreenderia ver entretanto a notícia de Douglas no Sevilha por 500 mil euros... Não sei onde isto vai parar pois não vejo mais ativos para rentabilizar nos próximos tempos... E não me venham com a treta das dificuldades financeiras, isso todos os clubes têm, aliás por isso mesmo é que os negócios deveriam ser ainda mais rentáveis para nós senão está-se a desbaratar os nossos principais ativos. Depois dos últimos campeonatos decepcionantes, da renovação prolongada com o treinador quando não jogamos nadinha de nada (esta 2ª volta foi do piro que me lembro), deste desbaratar de jogadores, da possível candidatura do Presidente à Liga e de algumas atitudes que foram tomadas pelo Presidente, não sei se a restante Direção concordou com elas ou não, estou seriamente a ponderar deixar de ser sócio (faço em breve 25 anos de filiação) e a vida também não está fácil, não concordo em fazermos jogadores para os outros mais tarde rentabilizarem. Basta, assim não dá!

luis cirilo disse...

Caro Anónimo:
Não vou comentar.
Embora me apetecesse.
Caro Pedro Jorge:
Como escrevi não vem mal ao mundo por isso.
É apenas (mais) um sinal errado que se está a dar de dentro para fora.
Caro Francisco Guimarães:
Saudável ironia a sua. Que partilho.
Caro Francisco:
A sua desilusão é a minha desilusão.
Com a saída prematura do Paulo Oliveira, com os números ridiculos de que se fala, com a clausula de rescisão que o Sporting tratou de por no contrato.
Comprar por 1,5 e definir um clausula de 45 diz tudo.
Estou muitissimo preocupado com a próxima época do clube.
Porque com a excepção(para já) de André André e Douglas já foi vendido tudo que podia dar alguma receita. Há jovens com talento na A e na B mas daqui a valerem uma verba significativa vai demorar e reforços não vejo nada de nada.

Jeronimo Couto disse...

E só me apetece dizer a tudo isto
VIVA A S.A.D.!
Agora os sócios não tem nada que opinar seja qual for o assunto...!
E posso vos dizer que no Andre Andre não deve demorar muito a ir pelo mesmo caminho.
V.S.C., vende os seus ativos a preço de Fabrica...Bem vindos ao outlet tudo fabrico 100% nacional...!

Jeronimo Couto disse...

A Família Vitoriana esta de luto, mais uma vez, não aprendemos com os erros do passado.
Assim nunca seremos grandes, com este tipo de pessoas que continuam a vender o património do Clube, ao Preço de Fabrica.
Ano passado, Tiago Rodrigues, Ricardo, vendidos por 2M de €, ao Porto, agora isto por favor: Uma boa venda seria 1.5M€, por 10% do passe isso sim seria uma boa venda...!
Mas posso dizer que Andre Andre também ira pelo mesmo caminho.
Só me apetece dizer que rica S.A.D.
Agora vejo e ouço os socios a dizer
Mal deveriam pensar na altura agora e tarde pra voltar a traz...!
Agora não temos direito a opinar em nada...!
Bem vindos ao Outlet V.S.C..

Jeronimo Couto disse...

E só me apetece dizer a tudo isto
VIVA A S.A.D.!
Agora os sócios não tem nada que opinar seja qual for o assunto...!
E posso vos dizer que no Andre Andre não deve demorar muito a ir pelo mesmo caminho.
V.S.C., vende os seus ativos a preço de Fabrica...Bem vindos ao outlet tudo fabrico 100% nacional...!

Anónimo disse...

Podem atacar-me pelo que vou dizer... mas a alegria desta taça ainda nos vai fazer cair em depressao...
Foi um dos momentos mais alegres, possivelmente aquele mais importante que vivi como adepto do Vitoria. Estive lá sorri, chorei, parti os oculos de sol e o telemovel, um em cada festejo de cada um dos nosso golo...
Mas, essa euforia em mim durou o prazo razoavel para durar... acabou no inicio da agora finda época desportiva. Onde a confrontação entre o futebol mísero que praticamos era sempre desculpado e ignorado, pela conquista desse trofeu.
Na proxima época assim continuará, a taça dará à direcção e a rui vitoria a possibilidade de trabalhar pouco e mal, pois o vitoriano mais apaixonado e menos racional, continua distraido e nao ve o que esta a acontecer. Series incriveis de jogos sem vencer, desorganização directiva, etc etc. Mas parece estar tudo bem para muita gente.
Quando acordar-mos nas 2ª liga e na profunda miseria, quem sabe daqui a um ano (DEUS QUEIRA QUE NAO)... aposto que o escudo da taça quando desaparecer deixara uma realidade muito dura aquem agora so ve flores e ceu azul.

PS: A vitoria na taça tevce sobretudo méritos individuais (jogadores) e nao mérito de equipa e isso preocupa-me imenso, pois esses jogadores, alguns ja ca nao estao.

Cumprimentos

Anónimo disse...

"Continuo a acreditar num "Vitória com Futuro"

Com timoneiros deste quilate é preciso ter muita fé. O Vitória está como o País, exangue.
Só com vitorianos de verdade no comando é que levantaremos a cabeça.

Francisco disse...

E agora já se fala num possível regresso do Abdoulaye, numa possível vinda do Vítor (30 anos) do Sporting!!! Bem mas afinal vamos cometer os mesmos erros??? Este Presidente deve ter a memória do tamanho duma ervilha pois já não se deve lembrar do que aconteceu com o Abdoulaye por culpa única e exclusiva dele Júlio Mendes!!! Acho que se está a caminhar para o abismo com esta gente ao leme... estou seriamente preocupado mas com a SAD pouco ou nada há a fazer...

Jeronimo Couto disse...

Vitória Sport Clube, para lutar contra esta gente que está a vender ao desbarato, jogadores importantes do plantel? Esta é uma terra curiosa e atípica, Guimarães! Muita gente se pavoneia com opulência e sinais visíveis de riqueza material, outros tantos, se arvoram em vitorianos inatacáveis e capazes de tudo para defender o seu clube, porém, a verdade é que no momento de tomar decisões, no momento de dar a cara, essa mesma gente foge de forma cobarde. Espero não ter que dar o primeiro passo para acabar com esta bandalheira que fez de uma instituição credível e respeitada, uma placa giratória de jogadores, onde imperam apenas os interesses financeiros dos donos do clube que pretendem a todo o custo recuperar o investimento que fizeram no Vitória.
Venda do clube e sua transformação em SAD. Pois, os resultados estão à vista! Um clube que tem como principal investidor um sportinguista e como patrocinador de referência um criminoso como Bento Kangamba e que não tem qualquer estratégia para o futuro, que não seja o de vender por "trocos" os seus melhores activos. Onde estão as injecções de capital para reforço do plantel? Onde estão as vendas de jogadores que possibilitem importantes encaixes financeiros para o clube? Onde está a planificação da próxima temporada, assente no reforço qualitativo do plantel? Ou será que a SAD foi constituída só para negociatas, em benefício exclusivo do principal investidor e seu homem de mão, Júlio Mendes?
Que se assumam agora e com coragem aqueles que se dizem vitorianos impolutos

LUIS FREITAS

luis cirilo disse...

Caro Jerónimo:
De facto no futebol apenas os accionistas da SAD podem participar nas assembleias gerais da mesma e darem opinião. Mas quem enche as bancadas,compra lugares anuais e paga cotas, são os associados do clube. E ignorar isso é um erro fatal!
Quanto ás transferências de jogadores creio que (quase) todos estamos de acordo que tem sido por valores bem abaixo do que eles valem. E se há um ano ainda posso perceber algumas(não todas) dessas transferências este ano fiquei perplexo pelo valor pago(???) por Paulo Oliveira.
Caro Anónimo:
As suas preocupações são idênticas ás minhas.
Por isso me insurjo contra esta permanente atitude de olhar para trás e se falar da Taça de forma exaustiva, maçadora e perigosa. Porque já devia estar tudo concentrado em ganhar outra taça e não nas comemorações desta.
Caro Anónimo:
Eu acredito no Vitória.
Ponto!
Caro Francisco:
Se o Abdoulaye vier a titulo definitivo estou de acordo. É um bom jogador e dá imenso jeito ao plantel.
Emprestado é que nuca. Seria uma falta de respeito total pelo clube.
Caro Jerónimo:
Interrogações bem pertinentes as suas.

Rui Cordeiro da Silva disse...

Acho a ideia boa, mas penso que não devemos viver à sombra do passado! Há que buscar novas conquistas! Que seria de clubes como o Real, O Manchester, o Milan, o Porto se não procurassem novas conquistas todos os anos? Se assim fosse, O Real nunca teria chegado ter 9 Ligas dos Campeões!
Se não incentivam objectivos destes anualmente, de que vale a pena lutar?
É urgente começar a ter uma mentalidade ganhadora e a lutar por títulos todos os anos e não vivermos à sombra de um título conseguido há já 1 ano!
Quem vive do passado são os museus!

luis cirilo disse...

Caro Rui:
Inteiramente de acordo. Até porque a conquista de 26.5.2013 começa a ser alibi para muita coisa